"É incrível como a saudade tem a capacidade de fazer com que o mundo vire um imenso vazio."

We can stay forever young
Mas lá no fundo, bem no fundinho, eu já sabia que não daríamos certo. Eu só continuei porque a vida vez ou outra nos prega uma peça. Eu queria que ela tivesse feito isto. Juro.
Os porquês de Amélia Roswell.  (via animicida)
Filho, se tem uma coisa que eu sei nessa vida, é que algumas pessoas nesse mundo você só consegue amar e amar e amar, não importa o que aconteça.
 O Teorema Katherine.  (via alentador)
Alguns idiotas fazem falta.
Meu ex melhor amigo. (via desajustou)
Eu tenho ciúmes de quando alguém chega perto de você, de quando falam contigo. Eu tenho ciúmes de quando alguém te faz sorrir, tenho ciúmes quando você finge não se importar comigo, falando com os outros. Tenho ciúmes, porque eu tenho medo. Medo de quê você se interesse por alguém. Alguém que, talvez, possa ser melhor que eu.
Because I love you. (via velejo)
Ir embora dói. Mas ficar, ah meu caro, isso dói muito mais. Quando você fica, é preciso ver o seu mundo sendo desmoronado todos os dias, e não poder fazer nada, só ficar ali, aturando tudo, na esperança de ter o seu mundo reerguido algum dia.
Camila Cardoso.  (via velejo)

Eu percebo, sabe? Eu percebo tudo, um tchau mal dado, um beijo mal beijado. Percebo quando você não tá mais nem aí. Percebo quando você vai sair, e nem me chama mais. Isso dói pra caramba, é bem melhor ouvir você dizer que não quer mais, do que ficar sofrendo com esse teu silêncio.

I’m sad (via sincronizar)
Sabe aquela sensação de solidão que te preenche mas que não faz com que você se sinta menos vazio? Tão complicado quanto estar rodeado de muitas pessoas e ainda sentir que aquele ali não é o seu lugar. Se sentir o alguém mais dramático do mundo, e até estar ciente das soluções de todos os seus problemas mas ainda assim não ser o suficiente. Lembrar que já sofreu por amor mas que a ausência dele ainda lhe causa uma dor maior, tanta contradição, tanta insatisfação que nem sei. Só queria sentir a esperança pulsar outra vez.
Clara Brandão. (via velejo)
Sabe, quando eu era pequena eu sempre via filmes/novelas e sempre tinha alguma mulher que falava “da um aperto no coração” e eu nunca entendia, ficava pensando: “um aperto no coração? Como assim?”. É, daria tudo pra voltar aquela época e continuar sem saber o que é esse tal aperto. Hoje eu sei o que é, e é um aperto literalmente, um aperto q doi mt, e que da vontade de vomitar só pra ver se esse aperto sai. E esse aperto vem toda vez que eu penso nele, naquele menino todo irritadinho, chato, meigo, lindo. Fico imaginando como seria se ele gostasse de mim, e junto com esse aperto vem aquela puta vontade de chorar. E eu choro. Sabe porque? Porque esse aperto ameniza em forma de lágrimas. Ele me rejeitou, tudo bem, o motivo? Talvez seja pq ele não goste de mim. Eu gosto dele e vou continuar gostando, não to pedindo p ser recíproco até porque nem todas as vezes é. E dessa vez não foi. Mas eu só queria saber o porque de tais acontecimentos, as vezes queria as vezes não, sei lá, vou me sentir rejeitada novamente e isso não é bom. Mas é isso, hoje eu to com esse aperto, e mesmo ele não estando nem aí p mim, eu quero o bem dele, quero q ele seja feliz porque gostar é isso, querer o bem da outra mesmo que isso custe o seu bem.
— Para alguém que talvez nunca irá ver.
Engoli todos os meus sentimentos por você, e agora meu coração vive apertado, já não cabe mais nada, e se eu abri-lo, deixarei cair tudo. Acho melhor mante-lo fechado.
zebukowski (via oxigenio-dapalavra)

É uma má religião
Estar apaixonado por alguém
Que nunca poderia te amar.

FUTURASUICIDA ©